A Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica foi fundada em 01 de julho de 1959. É a entidade técnica do setor de comunicação orientada ao desenvolvimento e à difusão da tecnologia gráfica. A entidade tem como objetivos difundir informação técnica, incentivar a pesquisa, introduzir e disseminar tendências e tecnologias no segmento gráfico nacional. Em seu quadro associativo estão técnicos gráficos, consultores, empresas gráficas, indústrias de embalagens, editoras, clientes e fornecedores do setor.

A Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica foi fundada em 01 de julho de 1959. É a entidade técnica do setor de comunicação orientada ao desenvolvimento e à difusão da tecnologia gráfica. A entidade tem como objetivos difundir informação técnica, incentivar a pesquisa, introduzir e disseminar tendências e tecnologias no segmento gráfico nacional. Em seu quadro associativo estão técnicos gráficos, consultores, empresas gráficas, indústrias de embalagens, editoras, clientes e fornecedores do setor.

É também uma OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público. É credenciada junto à Associação Brasileira de Normas Técnicas como entidade normalizadora da indústria gráfica, administrando e coordenando o Organismo de Normalização Setorial (ONS-27), além de participar ativamente do Comitê Técnico Internacional de Tecnologia Gráfica da ISO.

A ABTG é hoje o principal centro de informação e desenvolvimento técnico do setor, mantendo acordos com as mais importantes entidades gráficas no Brasil, além da longa parceria com a Faculdade de Tecnologia Senai Theobaldo De Nigris, em São Paulo.

Entre os principais eventos organizados pela ABTG, estão o Congresso Internacional de Tecnologia Gráfica e o Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica “Fernando Pini”, ambos realizados anualmente nos meses de Agosto e Novembro, respectivamente.

A entidade realiza ao longo do ano inúmeros cursos, treinamentos, seminários e eventos técnicos, geralmente com temas voltados aos profissionais que ocupam cargos de gestão, supervisão e de produção na indústria, além de receber inúmeras pessoas que trabalham em segmentos compradores de serviços gráficos.